Real Alternative. Real News.|Thursday, April 24, 2014
You are here: Home » Português » Microsoft Kinect Abre o Caminho para Espionagem Doméstico

Microsoft Kinect Abre o Caminho para Espionagem Doméstico 

POR LUIS R. MIRANDA | THE REAL AGENDA | 06 ABRIL 2012

A tirania não é horrível só por causa do caos que provoca, mas também pela maneira que estende seus tentáculos antes de apertar o cerco sobre as populações inocentes. Tirania virá em uniforme, diz um provérbio. Mas na maioria das vezes o uniforme é somente o último passo no processo de controle total de uma sociedade. Hitler, talvez o melhor exemplo do que os tiranos podem realizar, não chegou ao poder com seu exército de bandidos em “camisas pardas” arrombando portas e invadindo propriedades. Foi um processo gradual que inteligentemente conduziu uma série de ações através de uma série de passos que acabou com os alemães pedendo medidas tirânicas em nome do bem comum.

No século XX, depois que Hitler foi deposto e no tempo que passou no século XXI viram a ascensão de níveis de tirania que somente HG Wells foi capaz de imaginar. Este é um sinal de que tiranos fantoches não são a pedra angular da tirania, mas as mulas que carregam a tirania através das décadas. Apesar que a tirania do século XXI parece ter suas raízes no mesmo princípio que se originou no início dos últimos dois séculos — asegurança — este princípio só pode se tornar uma razão para que a tirania seja bem sucedida quando ela se torna uma necessidade. Mas a segurança não é mesmo o princípio mais importante que movimenta os regimes tirânicos. Para um governo assumir o controle de maneira temporária ou permanente,  ela usa outras ferramentas para completar o ataque à liberdade e o progresso de uma rede de segurança fora de controle. Esta ferramenta é de tecnologia.

Levaria muito mais tempo para atingir um estado completo de tirania se tiranos tentam impor esse estado pela força. É por isso que homens e mulheres por trás dos regimes opressivos usam dois de seus melhores aliados para conseguir seu objetivo: o tempo e os avanços tecnológicos. Mudanças progressivas durante longos períodos de tempo de uma forma que as condições planejadas préviamente destinadas a promover um certo objetivo, são mais bem aceitas pelas pessoas que estão preocupadas com sua segurança 24 horas por dia. Esta é a razão pela qual um clima de insegurança, juntamente com a implementação de políticas que reduzem a liberdade e desviam a atenção da perda de liberdade são uma combinação perfeita para a melhor versão da tirania do século XXI. No caso da nossa sociedade moderna, a dependência tecnológica tem assumido o papel que a escassez de alimentos e conflitos, por exemplo, desempenharam no passado.

Uma das melhores formas de realizar a política tirânica é manter a população distraída, enquanto as políticas são criadas, aceitas e colocadas em funcionamento. Em uma época onde a insegurança econômica facilmente distrai as pessoas e não deixá-las abrir os olhos e ver o que realmente está acontecendo, a tecnologia, agora mais do que nunca, desempenha um papel monumental no avanço da agenda tirânico criada muitos anos atrás. Não apenas países, mas as empresas e indivíduos adotaram a tecnologia como parte de suas vidas diárias, mas passaram a depender em um grau que não é mais uma opção simplesmente “se desligar”. As transações financeiras, o comércio, a gestão de recursos e a educação são apenas algumas das áreas em que a tecnologia se tornou um mal necessário. O problema é que, na sua maior parte, os usuários de tecnologia tem apenas uma vista míope do que é oferecido por avanços tecnológicos. Este é um problema porque a tecnologia é definitivamente uma espada de dois gumes.

Quando se trata de tecnologia e suas aplicações, os dois gumes da espada são geralmente definidos como (1) a comodidade que proporciona para nossas vidas diárias, e (2) o tipo de aplicações que pode ter. O pensamento unidimensional sempre limita-se aos benefícios e a conveniência. Na verdade, estes são os termos em que a tecnologia é sempre apresentada. Por outro lado, as consequências não tão positivos ou mau uso da tecnologia é o que sempre é escondido do público desavisado, que só entende os avanços tecnológicos como forma de entretenimento. E o ópio de uma população que está machucada financeiramente, mentalmente e carece a capacidade – foi concebido assim – para ver além das suas necessidades de entretenimento. O pensamento bidimensional ou tridimensional, cria novas e diferentes formas de entendimento. O pensamento tridimensional também mostra a ponta da espada, que corta facilmente a ignorância e permite que os regimes opressivos alcançem sua tirania, contanto que sempre é reconhecido pelos tiranos, mas não por usuários de tecnologia.

É desejável ter uma ferramenta de busca que sabe o que queremos encontrar, mesmo antes que escrevemos palavras na tela do computador? Claro que é. Mas as pessoas devem perguntar: Como é que a empresa por trás da ferramenta de pesquisa consegue criar esta nova tecnologia? Será que tem outras aplicações? serão estas aplicações tão benéficas quanto os resultados de pesquisa? Google anunciou publicamente que irá utilizar cada câmera e microfone incorporado em computadores para espionar as pessoas a criar perfis para fins comerciais. Embora essa forma de espionagem é já alarmante, é preciso perguntar o que mais eles vão fazer?

É confortável ter aparelhos novos e mais eficientes em sua casa? Sim. No entanto, é nossa tarefa investigar se a conveniência desses dispositivos compensam a perda de privacidade, por exemplo. Recentemente, o chefe da CIA, David Petraeus, disse publicamente que a organização juntamente com a Agência de Segurança Nacional (ASN), estaria usando os avanços tecnológicos para espionar as pessoas através de seus aparelhos domésticos usando a tecnologia de passar informações através das linhas de energia elétrica. Esta técnica, aliás, não está limitado aos Estados Unidos. Na verdade, nestes momentos, a América está construindo uma instalação do tamanho de sete estádios de futebol que vai acolher o maior aparato de inteligência do planeta. A NSA é conhecida por seu programa Echelon e trabalhar com Centros de Fusão a nível nacional nos Estados Unidos. Tanto o Echelon como os Centros de Fusão são a maior força de espionagem com a capacidade de operar em todo o mundo.

É desejável ter um dispositivo de comunicação que nos permite falar com qualquer pessoa, em qualquer lugar, desde que haja um sinal eletromagnético disponível? Claro. Mas, novamente, devemos também saber que, além de questões de saúde, os celulares são basicamente espiões portátieis para que os donos das corporações, que não conseguem dormir à noite pensando em maneiras de espionar tudo o que fazemos, possam alcançar seu sonho. Recentemente, os telefones móveis da Apple e Google foram notícia por sua capacidade de gravar os movimentos dos usuários e deliberadamente enviar as informações para um servidor controlado por inteligência artificial (AI). Esta informação foi recolhida sem que os usuários estiverem cientes; sem o seu consentimento ou permissão.

O que pensa sobre este assunto o Eric Schmidt, CEO da Apple? “Se você tem algo que você não quer que ninguém saiba, talvez não deveria faze-lo em primeiro lugar.” Por que os usuários de tecnologias, como telefones celulares, não percebem que os iPhones, os telefones da Microsoft e Android de Google vão ser usados para fazer muito mais do que uma chamada telefônica? Porque a tecnologia tornou-se — não por coincidência — o ópio do povo. Os consumidores foram doutrinados e programados pelos sistemas de educação para perder sua capacidade de pensar criticamente e inovar. Historicamente, os seres humanos tornaram-se usuários em vez de criadores. Por pelo menos um século — na sociedade moderna — os criadores são os tiranos que perceberam que a tecnologia poderia ser usada para escravizar, enquanto funciona como uma distração para as massas decadentes.

Tal como os romanos tinham os seus jogos de gladiadores, hoje temos jogos de futebol, programas de TV e, claro, nossos iPhones, laptops e consolas de jogos de vídeo. Você já ouviu falar de Kinect? Se não, esta plataforma de vídeo games da Microsoft é a mãe de todas as ferramentas de espionagem para uso doméstico. Se você gosta do McLanche Feliz ou Jack-in-a-Box, você vai adorar Kinect. Enquanto todo mundo estava dormindo, os tiranos descobriram uma maneira de fazer-nos desfrutar da nossa servidão, e tem feito um excelente trabalho. Não só distraem as pessoas com jogos de vídeo que tornam-as em psicopatas ou retardados mentais, mas também serão vítimas diretas de espionagem que é realizado pelo complexo militar-industrial. O âmbito das tecnologias como a Kinect, apenas anuncia-se como moda e diversão, mas vai além do que a maioria dos usuários pode entender. Com empreiteiros militares já trabalhando em maneiras de “melhor” usar a tecnologia incorporada no Kinect, eles dizem publicamente que pretendem espionar as pessoas através da consola de jogos para roubar suas informações.

Mas, que é o que há exatamente dentro de Kinect? Como explicado pela mídia, a mais recente plataforma de jogos Microsoft Xbox 360 tem:

* Quatro microfones, ou dispositivos binaural

* Duas câmeras

* Um diodo emissor de infravermelho

* Um ventilador

* 64 MB de SDRAM DDR2 Hynix

* Um pequeno motor

* Um acelerômetro de três eixos

* Um Sensor Primer PS1080-A2.

“Kinect é baseado na tecnologia do Sensor Primer para detectar movimento. Este chip é o cérebro do Kinect – todos os sensores estão conectados a ele para o processamento antes de transmitir imagens com profundidade fina de cor para o Xbox.”

Se a descrição acima é um desafio tecnológico para você, ou simplesmente não esta interessado nos detalhes técnicos, porque tudo o que interessa é se divertir com Kinect, está em apuros. O Sensor Quadaural pode ouvir e identificar até cinco vozes diferentes. As duas câmeras podem tirar fotos e gravar vídeos. O transmissor de diodo infravermelho (IR), cria e gravar imagens térmicas das pessoas na sala, que é uma ferramenta poderosa para a identificação biometrica. O disco rígido e a memoria de 64 MB garantem que todas as informações coletadas são armazenadas convenientemente para facilitar o acesso de usuários externos — espiões militares e hackers — e o Sensor Primer, o cérebro, completa a lista de ferramentas que qualquer maluco doente por ter controle completo sob todo e todos sonha com ter. O chip simplesmente detecta qualquer movimento na sala onde Kinect esta.

Infelizmente, esta tecnologia não está limitada a Kinect. Outras consolas como Nintendo Wii e Playstation já usam componentes similares que são vendidos como a melhor maneira de melhorar a experiência de jogo. Que bom para os criadores! Eles fazem o mesmo que os criadores das TVs inteligentes, os receptores de TV por satélite e por cabo, e os refrigeradores para uso doméstico, fizeram: Levar o Big Brother para dentro das casas. Isto é o Big Brother  em uma caixa.

Quais são as recomendações para evitar o Big Brother em nossas casas através da tecnologia Kinect? De acordo com um “combatente da liberdade” é uma boa idéia “desligar Kinect da tomada quando não esta sendo usado.” Sério? O que acham de não comprar um Kinect? Como é que as pessoas tornaram-se tão semelhantes aos animais de estimação? Dizer coisas como “compre um Kinect, ou um Playstation e desligue-o quando não estiver em uso,” E como dizer que “é OK comprar refrigerantes, mas apenas beber um gole de cada vez para que o aspartame neles te mate lentamente, não de repente.” ou então dizer que “é OK comprar um telefone celular, mas apenas usá-lo com pouca frequência para que o câncer te mate em uma ou duas décadas no lugar de um ou dois anos.

Verdadeiramente nos tornamos escravos que não só nos sentimos confortáveis com nossa escravidão, mas também adoramos a nossa servidão.

Acho que HG Wells foi incapaz de descrever o cenário que seria uma Nova Ordem Mundial.

Você pode compartilhar nosso conteúdo original, desde que respeite a nossa política de direitos autorais, conforme mostrado em nosso rodapé. Por favor, não corte os artigos de The Real Agenda para redistribuir por e-mail ou na Internet se você não cumpre com as nossas políticas de direitos de autor.

About the author:

Luis Miranda is the Founder and Editor-in-Chief at The Real Agenda. His career spans over 17 years and almost every form of news media. He attended Montclair State University's School of Broadcasting and also obtained a Bachelor's Degree in Journalism from Universidad Latina de Costa Rica. Luis speaks English, Spanish Portuguese and Italian.

Add a Comment