A ciência não muda. O que muda é a forma como ela e os resultados de experimentos e estudos científicos são apresentados ao público.

Muitos paradigmas criados pela indústria dos alimentos ao longo do tempo estão sendo revelados como enganos, entre eles os supostos benefícios do leite.

Veja a seguir três exemplos:

  • Os países que consomem menos leite no mundo são os que tem níveis mais baixos de osteoporose.
  • Os países com maior consumo de cálcio, são os que tem maior índice de osteoporose e fraturas.
  • O consumo elevado de cálcio não oferece proteção alguma contra fraturas.

 

A indústria de alimentos, incluída a do leite, ontem ganhos de mais de 47 bilhões de dólares ao ano. Este mesmo grupo fez doações a políticos por mais de 46 milhões entre 1990 e 2016.

Somente os estudos patrocinados cela indústria do leite mostram que o consumo diário deste líquido oferece resultados positivos.

Quando estudos sobre os benefícios do leite são patrocinados por membros desta indústria, os resultados são 8 vezes mais positivos do que quando estudos são realizados de forma independente.

O médico Dayan Siebra quebra estes e outros paradigmas sobre o consumo de leite e o que muitos pensavam eram benefícios indiscutíveis.

[media url=”https://www.youtube.com/watch?v=iaHBjDpuB8A” width=”650″ height=”350″]

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You May Also Like

The TB pandemic that nobody sees, but that kills millions a year

  31.8 million people will have died by 2030 if tuberculosis is…

Singapore goes full 1984

In uncertain times, Singapore leaves no room for doubt about its commitment…