|Tuesday, June 2, 2020
You are here: Home » World » Seu médico será o seu revendedor de maconha

Seu médico será o seu revendedor de maconha 


As corporações farmacêuticas assumem o comércio de maconha, usando seu próprio grupo privado de homens armados, conhecidos como agentes da DEA.

NaturalNews.com
Em Português Luis R. Miranda

Maconha será adicionada à longa lista de produtos naturais que as grandes corporações farmacêuticas controlarão e venderão como medicamentos sintéticos.

Não tenha ilusões sobre a verdadeira natureza da chamada “Guerra contra as Drogas” e as ações da DEA. A guerra contra as drogas tem sido sempre uma ação para proteger os lucros das empresas farmacêuticas que têm uma história longa e bem documentada de cópiar drogas de rua, e revendendo-las como “medicação” ao publico depois de serem aprovadas pelos sistemas de saúde em todo o mundo. (ver abaixo).

Hoje, mais um exemplo surge de como a DEA se move para legalizar o THC em pílulas produzidas pelas farmacêuticas, ao mesmo tempo que torna ilegal para qualquer outra pessoa plantar, vender ou possuir THC. A DEA, você vê, está trabalhando para mudar a classificação de THC de uma classificação I que inclui outras drogas como a heroína, para classificação III (produtos farmacêuticos). Portanto, se as grandes farmacêuticas plantam maconha, extraem o THC e a colocam em uma pílula, os comprimidos serão perfeitamente legais. Eles já estão aprovados pela Administração de Alimentos e Drogas (FDA) dos Estados Unidos, para produzir a versão sintética do THC.

Mas, se por exemplo você planta maconha no seu quintal, extrai o THC das plantas – até mesmo para seu próprio uso pessoal – será culpado de cometer um crime federal e provavelmente será vitima de uma incursão armada de agentes da DEA.

A DEA responde aos seus donos das grandes farmacêuticas

Por que o DEA decidiu legalizar THC apenas para as empresas farmacêuticas? Bem, porque elas o solicitaram, é claro! O que disse a DEA sobre o assunto:

“A DEA recebeu quatro petições de empresas que têm produtos que são actualmente objeto de ANDA’s (abreviado aplicações novas de drogas) sob a revisão da FDA. … Enquanto os peticionários citam que os seus produtos genéricos são bioequivalentes ao Marinol, seus produtos não atendem à definição atual do cronograma de classificação III. Portanto, estas empresas solicitaram que 21 CFR 1.308,13 (g) (1) seja expandido para incluir este derivado (dronabinol) produzido naturalmente ou sinteticamente”.

Você pode ler tudo no próprio site da DEA: http://www.deadiversion.usdoj.gov/f …

A DEA continua a dizer:

“Esta ação proposta amplia a classificação III para incluir formulações que tem dronabinol naturalmente derivados e produtos encapsulados em cápsulas de gelatina dura. Isso teria o efeito de transferir as versões aprovadas pela FDA de genéricos como Marinol da classificação I à III. “

Para você poder entender, a lógica da DEA é que, desde o Marinol (um tipo de THC sintético aprovado pela FDA) já é reconhecida como um produto farmacêutico, a DEA está dizendo que os outros medicamentos genéricos que contêm THC e que são de origem natural provenientes de plantas de maconha também pode ser reconhecido como um produto farmacêutico. O que eles não conseguem reconhecer é que até o THC sintético é, naturalmente, baseado no THC natural produzido por plantas de maconha!

Isto é o clássico charlatanismo dos governos e sua pseudociencia: Apenas os produtos “sintéticos” são considerados autoridade, mesmo quando os produtos sintéticos foram tomados da natureza para fabricar os sintéticos em primeiro lugar.

Seu médico é o seu novo vendedor

Então, agora, graças à DEA e sua posição torcida sobre o THC, o seu médico será agora o seu revendedor de maconha em representação das grandes corporações farmacêuticas que assumem a produção e distribuição de drogas que têm sido tradicionalmente vendidas por criminosos de rua e traficantes de drogas mexicanos. Isso é o que a guerra contra as drogas sempre procurou: que as grandes farmacêuticas assumiram o comércio de drogas, utilizando o seu próprio grupo privado de soldados armados, conhecidos como agentes da DEA.

É muito parecido com o México, na verdade: homens armados, lucros da droga, guerras pelos mercados … exceto nos EUA, onde agora tudo será legal “, sob a proteção do monopólio da FDA – órgão que sempre procurou proteger os monopólios das grandes farmacêuticas.

O que é surpreendente em tudo isso é a loucura da DEA em dizer que o produto químico pode ser legal para as empresas, mas ilegal para você plantar ou usar maconha no seu estado natural. O THC é o THC, afinal de contas, e se esse produto é tão “incrivelmente perigoso” que a DEA deve lançar as pessoas na prisão por se atrever a cultivá-lo, possuí-lo ou vendê-lo, porque é que de repente, tudo da certo para que as empresas façam exatamente a mesma coisa?

Você já sabe a resposta: A posição da DEA sobre a maconha e o cânhamo sempre foi baseado na lógica distorcida que você somente entenderia se fumasse crack.

A DEA se torna o braço coercitivo das grandes farmacêuticas

O trabalho real da DEA, você vê, não é proteger as pessoas de drogas perigosas, mas sim proteger os lucros das grandes farmacêuticas, atirando, prendendo ou destruindo qualquer coisa que possa competir com elas. Ou seja, os comerciantes de maconha que operam na rua.

Não é a primeira vez que a DEA tem feito isso, é claro. As drogas que costumavam ser vendidas na rua como a “speed” são aprovados pela FDA para tratar TDAH- e eles estão sendo prescritos para crianças por dezenas de milhões!

Toda operação de drogas bem-sucedida precisa capangas que correm por aí com armas eliminando a concorrência. Em uma quadrilha de traficantes, o trabalho que costumava ser o trabalho do “Frankie” nos dias da máfia siciliana, hoje faz parte do trabalho da DEA.

Engracadamente, este anúncio da DEA foi publicado pelo seu “Escritório de Controle de Desvio” (http://www.deadiversion.usdoj.gov/f …). Pela primeira vez, eles são honestos: É uma diversão! Um desvio para impedir as pessoas de perceber a verdade sobre a DEA, a Guerra às Drogas e à indústria farmacêutica.

Porque a DEA, é claro, é a divisão de fiscalização armada das grandes farmacêuticas. Esta organização trabalha lado a lado com a FDA, é claro: A FDA legaliza o tráfico de drogas das corporações, e a DEA elimina a concorrência. É uma combinação ótima para proteger os maiores vendedores de drogas: … as companhias farmacêuticas.

Gostaria de saber quanto tempo vai demorar antes de que alguns agentes da DEA acordem e percebam que eles são os mercenários armados que trabalham para os “senhores” e as empresas farmacêuticas.

Os verdadeiros criminosos, você vê, não são hippies fumando maconha, mas sim os CEO’s das corporações cujas carreiras inteiras são dedicados a viciar as pessoas aos seus “medicamentos” aprovados pela FDA … mesmo quando eles são exatamente os mesmos produtos químicos que a DEA classifica como “drogas ilícitas” na rua.

Many people like you read and support The Real Agenda News’ independent, journalism than ever before. Different from other news organisations, we keep our journalism accessible to all.

The Real Agenda News is independent. Our journalism is free from commercial, religious or political bias. No one edits our editor. No one steers our opinion. Editorial independence is what makes our journalism different at a time when factual, honest reporting is lacking elsewhere.

In exchange for this, we simply ask that you read, like and share all articles. This support enables us to keep working as we do.

About the author: Luis Miranda

Luis R. Miranda is the Founder and Editor-in-Chief at The Real Agenda. His career spans over 19 years and almost every form of news media. He attended Montclair State University's School of Broadcasting and also obtained a Bachelor's Degree in Journalism from Universidad Latina de Costa Rica. Luis speaks English, Spanish Portuguese and Italian.

Add a Comment