|Friday, July 10, 2020
You are here: Home » World » Wikileaks: EUA Financia oposição na Síria

Wikileaks: EUA Financia oposição na Síria 


Departamento de Estado financia um canal de televisão por satélite contra o governo sírio.

UK Telegraph
Abril 18, 2011
Adaptação Luis R. Miranda

O Departamento de Estado dos Estados Unidos financiou e continua financiando os adversários do presidente sírio, Bashar Assad, diz o Washington Post, citando documentos diplomáticos que foram fornecidos ao jornal pelo site Wikileaks.

Clique na imagem para ir a Barada TV

Um dos grupos financiados pelos os EUA é Barada TV, um canal por satélite com sede em Londres que transmite notícias contra o governo da Síria, segundo o Post de domingo. O editor-chefe da TV Barada, Malik al-Abdeh, é co-fundador do grupo de exilados sírios Movimento para a Justiça e Desenvolvimento.

Os documentos que vazaram mostram que EUA tem proporcionado pelo menos $ 6 milhões para Barada televisão e outros grupos de oposição na Síria, disse o jornal.

O governo do presidente Obama falou com o regime de Assad, na esperança de persuadi-lo a mudar sua política em relação a Israel, Líbano, Iraque e apoiar grupos militantes. Em janeiro, EUA enviou um embaixador a Damasco, a capital, pela primeira vez em cinco anos.

O Post disse que não ficou claro nos documentos se o U. S. continua financiando adversários de Assad, apesar de que eles mostram que os fundos tinham sido enviados pela ultima vez em setembro de 2010.

Ativistas sírios organizaram protestos contra o regime autoritário do Assad há mais de um mês. Mais de 200 pessoas foram mortas quando as forças de segurança tentaram esmagar os protestos.

No domingo, atiradores abriram fogo durante o funeral de um manifestante, matando pelo menos três pessoas, disseram testemunhas e ativistas. Dezenas de milhares de sírios foram às ruas em todo o país apesar da promessa de Assad de terminar com quase 50 anos de estado de emergência nesta semana, uma das principais exigências dos manifestantes.

Na semana passada, o Departamento de Estado disse que o Irã parecia estar ajudando a Síria a reprimir os manifestantes, chamando-lhe um exemplo preocupante de intromissão iraniana na região. Esta informação nunca foi confirmada independentemente.

“Se a Síria busca ajuda do Irã, pode ser que o sua suposta reforma não seja real”, disse o porta-voz Mark Toner aos repórteres.

Many people like you read and support The Real Agenda News’ independent, journalism than ever before. Different from other news organisations, we keep our journalism accessible to all.

The Real Agenda News is independent. Our journalism is free from commercial, religious or political bias. No one edits our editor. No one steers our opinion. Editorial independence is what makes our journalism different at a time when factual, honest reporting is lacking elsewhere.

In exchange for this, we simply ask that you read, like and share all articles. This support enables us to keep working as we do.

About the author: Luis Miranda

Luis R. Miranda is the Founder and Editor-in-Chief at The Real Agenda. His career spans over 19 years and almost every form of news media. He attended Montclair State University's School of Broadcasting and also obtained a Bachelor's Degree in Journalism from Universidad Latina de Costa Rica. Luis speaks English, Spanish Portuguese and Italian.

Add a Comment